Notícias

Presidente da Aresc recebe Diretor Geral do Samae de Ararangu

O Presidente da Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc), Reno Caramori recebeu na tarde desta segunda-feira, dia 26, o Diretor Geral do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Araranguá (SAMAE), José Hilson Sasso acompanhado do Procurador Geral da Autarquia, Marco Antônio Alborghetti, para tratar de questões referentes ao Sistema de Tratamento de Esgoto do município.  


Sasso buscou junto à Aresc esclarecer dúvidas e obter embasamento técnico para iniciar à cobrança na tarifa pelo serviço de coleta e tratamento de esgoto, uma vez que as Estações de Tratamento de Esgoto Sanitário do município, localizadas nos bairros Urussanguinha e Parque Alvorada (ETE I e II) já estão em operação.


Durante a reunião Reno Caramori e o gerente de regulação da Aresc, Silvio Rosa se propuseram a dar todo o auxílio para a procedência exigida nos critérios a serem levantados e estudados para o cálculo tarifário, já que a concessionária só pode estabelecer um reajuste mediante autorização da Aresc, que fiscaliza e regula os serviços de saneamento de Araranguá.


Número é baixo


Desde o final de 2017 as duas ETEs foram colocadas em funcionamento e cerca de 40% da população liberada para fazer as ligações à rede de esgoto, porém o número de ligações ainda é muito baixo. Segundo o diretor geral do SAMAE, apenas 10% destas pessoas realizaram o ligação. “A meta era ligar cerca de 4 mil residências, sendo que até o momento aproximadamente 300 fizeram a ligação à rede de esgoto”, detalha Sasso.


Sasso explica que a Aresc vai acompanhar, fiscalizar e dar suporte de como se deve trabalhar na cobrança da tarifa. “Existe a Lei, onde há rede de esgoto deve ser cobrado, é um serviço que vamos prestar à população, e as residências contempladas precisam fazer a ligação, pois serão cobradas igual, fazendo ou não a ligação”, argumentou Sasso.


Araranguá está na lista das poucas cidades que possuem esgoto sanitário tratado. “É uma questão de saúde pública, precisamos preservar os mananciais, rios, lagoas, lençol freático, e o Meio Ambiente. É através do esgoto tratado que evitamos doenças e proliferação de bichos. Precisamos que a população colabore e faça sua parte, afinal foram investidos cerca de R$ 17 milhões nas duas ETEs”, frisou o diretor Sasso.


Comunicado


Mesmo o SAMAE realizando diversas campanhas fazendo o chamamento para que as pessoas façam a ligação, ainda há pessoas que não sabem que devem fazer ou como proceder. Com isso, o SAMAE encaminhará aos usuários que foram contemplados com o esgoto (Urussanguinha, Alto Feliz, Centro, Vila São José e parte da Coloninha) um comunicado onde vai constar como faz a ligação e por que ele deve fazer.


Capacitação


O SAMAE vai oferecer uma capacitação aos pedreiros e encanadores, onde o engenheiro Sanitarista Everson Casagrande detalhará os procedimentos para realizar a ligação à rede de esgoto. “Nas próximas semanas vamos definir a data da capacitação, porém os interessados já podem procurar o SAMAE (recepção) e preencher os dados para que posteriormente seja feito o contato. Aqueles que receberem a capacitação serão inclusos em uma lista, e quando alguém solicitar junto a autarquia um profissional, será fornecido seus nomes”, salienta Sasso.

Outras Notícias